sábado, 30 de junho de 2012

OXIGÊNIO NA VEIA

Foto: Internet
Em 2006, John Kheir, do Departamento de Cardiologia do Hospital Infantil de Boston (EUA), cuidou de uma garotinha que sofreu lesão cerebral grave resultante de uma pneumonia grave. A pneumonia levou a sangramento em seus pulmões, diminuindo severamente seus níveis de oxigênio.

Apesar da garra da equipe, a menina faleceu antes que eles conseguissem colocá-la em uma máquina de coração-pulmão.

Frustrado com isso, Kheir decidiu procurar uma maneira de fornecer oxigênio a pacientes incapazes de respirar (por causa de diversos motivos, como insuficiência respiratória aguda ou via aérea obstruída) que precisam obter oxigênio rápido no sangue – evitando, assim, parada cardíaca e lesão cerebral.

Depois de alguns anos de estudos, em um esforço multidisciplinar – que envolveu engenheiros químicos, cientistas de partículas e médicos –, Kheir e seus colegas criaram micropartículas cheias de gás que podem ser injetadas diretamente na corrente sanguínea para oxigenar o sangue.

Como funcionam as micropartículas

As micropartículas são soluções líquidas que contém bolsos minúsculos de oxigênio envoltos em uma camada única de lipídios (moléculas de gordura). 

A mistura ideal foi desenvolvida ao longo de anos, em que os pesquisadores testaram várias concentrações e tamanhos das micropartículas para otimizar a sua eficácia e torná-las seguras. O resultado foi animador.

Em um teste com animais com baixos níveis de oxigênio, a infusão das micropartículas restaurou a saturação do gás no sangue para níveis normais dentro de segundos. No cenário mais perigoso – quando a traqueia dos animais estava completamente bloqueada – a infusão os manteve vivos durante 15 minutos sem uma única respiração, reduzindo a incidência de parada cardíaca e lesões de órgãos.

As partículas são diferentes de outros substitutos do sangue, que transportam oxigênio, mas não são úteis quando os pulmões são incapazes de oxigená-los. As micropartículas são concebidas exatamente para situações em que os pulmões estão completamente incapacitados. Com 70% de gás oxigênio, a solução se mistura de forma eficiente com o sangue humano.

“Uma das chaves para o sucesso do projeto foi a capacidade de administrar uma quantidade concentrada de gás oxigênio em uma pequena quantidade de líquido”, disse Kheir. “A suspensão tem três a quatro vezes o conteúdo de oxigênio de nossos próprios glóbulos vermelhos”.

O fluido, no entanto, só pode ser administrado entre 15 e 30 minutos, ou então sobrecarregará o sangue. “Este é um substituto de oxigênio de curto prazo – uma maneira segura de injetar gás de oxigênio para suportar pacientes durante alguns minutos críticos”, explica Kheir.

Mas esses minutos podem ser crucias para salvar um paciente. As soluções são portáteis e podem estabilizar pacientes em situações de emergência, ganhando tempo para os paramédicos ou médicos colocarem um tubo de respiração ou realizarem outros tratamentos.

A equipe prevê que as micropartículas sejam um dia armazenadas em seringas em todos os hospitais, helicópteros e ambulâncias, para ajudar a estabilizar pacientes com dificuldade em respirar.
 Fonte: Hypescience

domingo, 24 de junho de 2012

AMOR, DESEJO, PRAZER E SEXO

Foto: Internet
Sem qualquer misericórdia pela poesia, a ciência nos mostrou que os sentimentos (como o amor, por exemplo) e as emoções não “acontecem” no coração, mas no cérebro. Até aí, tudo bem. A questão é: em que regiões do cérebro o amor “acontece”? E o desejo sexual, por acaso é na mesma área?

Para responder estas e outras perguntas, uma equipe de cientistas dos Estados Unidos e da Suécia analisou os resultados de 20 estudos sobre o tema, nos quais pacientes tinham sua atividade cerebral examinada enquanto viam imagens eróticas ou fotografias de entes queridos.

“Vimos que amor e desejo ativam áreas do cérebro diferentes, mas relacionadas”, relata o professor de psicologia Jim Pfaus, da Universidade de Concórdia (EUA). Segundo dados da pesquisa, os dois fenômenos estimulam regiões do chamado corpo estriado.

Tanto o desejo sexual como outros estímulos considerados prazerosos, como sexo e comida, ativam a mesma região. Já a área ativada pelo amor envolve processos de condicionamento em que o cérebro gradativamente aprende que algo é agradável ou prazeroso.

Para acabar de vez com a poesia, eles contam que essa área do amor é a mesma relacionada com o vício em drogas. “O amor é, na verdade, um hábito formado a partir do desejo sexual, conforme este é recompensado.
Funciona da mesma forma quando uma pessoa se torna viciada”, destaca Pfaus, para o horror dos românticos.

Embora a ciência venha progredindo cada vez mais em relação ao funcionamento do cérebro, ainda há muito a ser descoberto sobre o amor e outros sentimentos.

Levando em conta os resultados, porém, já podemos trocar aquele famoso trecho de Há Tempos, do Legião Urbana, para “parece cocaína, mas é só amor”
Fonte: hypescience.com

sábado, 23 de junho de 2012

A MULHER DE CAIM


Foto: Internet
 Gênesis 4:17
E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e teve a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade pelo nome de seu filho Enoque.

Comentário: ora, quando lemos gênesis 4:1-2, vemos que as primeiras pessoas criadas por Deus (Adão e Eva), até então, só tiveram dois filhos (Abel e Caim), na continuação, Caim revoltado pelo desprezo de Deus, mata Abel e fica sendo o único filho de Adão e Eva (Gênesis 4:3-8), sendo assim apenas três pessoas restaram no mundo (Adão, Eva e Caim), e Caim com medo de ser morto (por quem?) fugiu para as terras de Node (NODE?) que segundo a bíblia, está localizada ao oriente do Jardim do Éden (Gênesis 4:14-16), e lá conheceu uma mulher (Gênesis 4:17) com quem teve um filho que chamou de Enoque, e ainda construiu uma cidade (Como? Sozinho?) que também chamou de Enoque, e blá, blá, blá.... Só uma perguntinha: de onde surgiu a mulher de Caim, se no mundo (segundo a própria bíblia) só havia Adão, Eva e o próprio Caim? Seria a mulher de Caim uma deusa do Monte Olimpo? Seria a Mulher de Caim a SERPENTE do Jardim do Éden? Ora, talvez a mulher que se deitou com Caim tenha sido a própria Eva que ao fazer uma visita pro filho, tenha resolvido dar uma lapimbochada com o mesmo para preservar a espécie, ou até mesmo por piedade de ter consciência que o filho estava se acabando na mão (tipo cinco contra um)! Será? Será que o velho Adão foi chifrado pelo próprio filho? Será?????

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Peixe que anda e salta é considerado chave para entender a evolução


Um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos realizou uma experiência: recriaram em um tanque o habitat natural do Protopterus Annectens, uma espécie de peixe da África com respiração pulmonar. Neste ambiente, foi inserido um exemplar do peixe, monitorado por câmera. As imagens registraram um resultado surpreendente: este peixe começou a "caminhar" pelo fundo do tanque usando suas nadadeiras pélvicas.

Esta espécie, que quase não se modificou em milhões de anos, se caracteriza por poder sobreviver durante meses fora d’água, respirando com seus pulmões. E por sua notável semelhança com os tetrápodes, como os seres humanos ou os répteis, é a espécie ideal para se observar e analisar a transição evolutiva de animais aquáticos para terrestres. Heather King, autora do estudo publicado na revista PNAS dos estados Unidos, disse que esta transição constitui "um dos eventos mais importantes da evolução, no período Devoniano, há 360 ​​milhões de anos."

A habilidade deste peixe, que avança dobrando suas barbatanas para criar áreas de apoio, seria anterior à evolução dos dedos e à passagem do ambiente aquático para o terrestre, ou seja, uma prova viva de um dos eventos mais transcendentes da história evolutiva.
 
Fonte: seuhistory.com

domingo, 3 de junho de 2012

Chineses conquistam novo recorde no teletransporte

Um novo recorde de distância para o teletransporte quântico foi atingido depois que um par de fótons entrelaçados foi teletransportado por uma distância de 97 quilômetros. A nova marca foi o resultado do trabalho de um grupo de cientistas chineses da Universidade de Ciência e Tecnologia de Shanghai.

Um detalhe importante dessa viagem é que ela não aconteceu através da fibra óptica, mas pela atmosfera. Este experimento permite imaginar um futuro com uso de apllicações quânticas em satélites artificiais.

Esta tecnologia também poderá ser útil para sistemas de comunicação, uma vez que a informação não viaja de um ponto a outro, mas é reproduzida e, por isso, nunca poderia ser interceptada. 

Tendo-se em conta que o recorde anterior era de 16 quilômetros, um cálculo simples mostra que a capacidade de transferência desta tecnologia poderá fazer com que o teletransporte da informação se transforme em uma realidade prática.